quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Machado de Assis

A quem tenho grande admiração, que pode ser o espelho para o meu martírio momentâneo. Pois é o que não se pode explicar, nessa anedota espelhar. A condição de escritor, romancista, cronista, dramaturgo, contista e crítico literário não me cabe em condição alguma, apenas me sintonizo com o próprio a partir da maneira de escrever pois em uma obra litéraria "Memórias Póstumas de Brás Cubas" há críticas relacionada a falta de entendimento e que veio a ocorrer isso perante o que escrevo. Não estou querendo ser o que ele foi, somente sou o que sou e nada disso é uma escrita apelativa. Mas a única certeza que posso lhes contar é de um dia querer compor uma obra literária composta por folhas de papel.

2 comentários:

Dayane Biassio disse...

Seu blog é muito lindo, viu? Parabéns!

http://dayanebiassio.blogspot.com/

Sá - Pô! disse...

Quer profundo!Rs Também amo Machado de Assis, uma escrita sem igual. Está caminhando, estou certa de que irá compor sua própria obra literária e que será muito boa! Parabéns!
Sayuri(orkut)
http://coisasdesayuri.blogspot.com/p/fuba.html

Postar um comentário

 

Copyright © 2011-2012 Todos os direitos reservados Equilíbrio Necessário | by TNB