sábado, 25 de fevereiro de 2012

Tempestade Emocional

Estou compactando toda essa má fase numa "Tempestade Emocional" que também se dá título a música de Marcelo Jeneci. Estou desfragmentado pelo o acaso, a que me trouxe a esse estado tão longo e momentâneo. Não é preciso citar com mais clareza os acontecimentos atribuidos a essa utilização, apenas necessito desnecessitar daquilo que está em falta. Esse sacríficio é penoso, mas necessário. Todas as tentativas me levam ao "sempre", que sempre tão solitário esteve. A realidade a que me compacto está longe de ser normal e não foge do extinto da necessidade. Sempre foi ontem, é hoje e depois [...], mas não basta dizer: "Basta!" tudo se configura no sofrimento. E ele acarreta as mais variadas consequências, ao qual são difíceis de seram desfragmentadas.

3 comentários:

Jéssica disse...

Adorei. Sempre há!

Fábio Flora disse...

Tempestade das mais fortes. Com direito a ventos fortes e granizo. Salve-se quem puder. (Espero que você possa.)
Abraços e sucesso com o blog!

getaheart disse...

Que textos incríveis. É tudo tu quem escreve? Sério, são lindos, profundos. Teu blog já é todo lindo, o layout com aquela imagem de estrada, as cores, tudo. E o conteúdo não é diferente. Segui teu blog, sem dúvidas. Abçs.
getaheart.wordpress.com

Postar um comentário

 

Copyright © 2011-2012 Todos os direitos reservados Equilíbrio Necessário | by TNB